Um dos principais meios de comunicação da atualidade, até de maneira mais evidente em relação às redes sociais, os e-mails requerem uma série de cuidados e medidas que, postas em prática, podem atalhar e melhorar sua utilização. Por isso e por outros motivos, Maximiliano de Jesus Ferreira, gerente de contas da Dinamize, concedeu algumas dicas para bom uso dos correios eletrônicos.

A primeira delas, uma das mais cruciais, é segmentar a lista de e-mails. Como assim? Bom, o usuário deve criar espécie de grupos para determinadas mensagens. Ao enviar informações de sua empresa, por exemplo, deve-se ter atenção, pois qualquer cochilo pode revelar informações sigilosas para amigos, familiares e até desconhecidos.

De vez em quando, ao encaminhar e-mails para sua lista alguns retornam devido a “ausência temporária” ou por “e-mail inexistente”, entre outros. Em relação ao primeiro caso, o envio pode ser realizado em outra oportunidade, mas ao segundo faz-se necessária a exclusão do endereço e o contato direto com o detentor da conta.

Há outra situação bastante curiosa e relacionada diretamente à caixa de Spams. Uma pessoa envia uma mensagem, envia outra, mais outra, e por algum motivo não recebe qualquer retorno. Os provedores de serviço de internet possuem ferramentas que analisam a atividade das mensagens encaminhadas por uma determinada pessoa e no caso de ela não receber respostas, quer dizer, “grosso modo”, que o conteúdo disseminado não interessa.

No dia a dia, a adoção de práticas simples, como as listadas acima, pode contribuir para seu sucesso interpessoal e, mais adiante, profissional.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


Os computadores estão cada vez mais acessíveis a todas as classes sociais. Pessoas o adquirem e uma das principais necessidades encontradas é logo acessar a internet, com isto surgem alguns problemas que podem ser evitados, como vírus, hackers, etc. Buscando auxiliar estas pessoas, trazemos aqui algumas opções de antivírus mais utilizadas e de fácil instalação:

Para instalá-los basta somente entrar nos sites citados acima e seguir as instruções neles disponíveis. Feito isto, deve-se registrar o programa (sem nenhum custo para o usuário) onde será disponibilizado a prestação dos serviços de proteção por 1 ano sendo possível reativá-lo a cada término de vigência, caso este registro não seja feito ele ficará em modo de demonstração disponível por somente 60 dias. Por isso a importância de registrar o anti-vírus após sua instalação.

Previna-se e evite transtornos!


O sistema wireless está surgindo com maiores novidades: a ampliação do alcance do roteador com a utilização da técnica de repetição de sinal. Para se obter isto a dica é utilizar antenas de maiores alcances para a rede sem fio. Porém em alguns casos somente esta troca não é o suficiente.

Por isso, adaptar um repetidor de sinais à rede pode transformar a velocidade do wireless.

Atualmente, vários produtos para este fim estão sendo fabricados para serem utilizados junto ao roteador, e até mesmo estes dispositivos em um mesmo produto, ou seja, um roteador com a função de repetidor, que após ser instalado poderá aumentar a velocidade em aproximadamente 60%. Há várias opções de diversos fabricantes, cabendo ao usuário escolher e optar ao compatível à sua necessidade.


A grande causa da demora do carregamento do boot é o número de programas sendo carregados ao mesmo tempo, alguns úteis, mas outros sem necessidade de estar sendo processado pelo Windows.

O usuário por sua vez instala seus próprios programas e aplicativos que podem não ser tão úteis e que ocupam espaço no computador fazendo com o que o boot sobrecarregue ainda mais.

Para ajudar os usuários de computador e notebook a resolver esse problema a PC World orienta e dá dicas de como resolver esse inconveniente. Leia mais.

Por Levi Rocha


Como sabemos, no verão a tendência de tempestades esparsas com seus respectivos raios e trovões aumentam invariavelmente. E com isso, aumenta nossa preocupação com os aparelhos eletrônicos para não receberem estas descargas e estragarem. Dentro desta preocupação estão os computadores, que a cada dia estão presentes na vida de qualquer cidadão. Dados, arquivos, peças, tudo estará exposto e sujeito a simplesmente parar de funcionar após um apagão ou raios.

Pensando nisso, há três opções para proteger ainda mais nossa ‘fonte de trabalho e lazer’:

  • estabilizador: que protegem contra a variação de tensões, pelo aumento da utilização de aparelhos elétricos, como o ar-concionado,por exemplo.
  • no-break: garante que seus dados e arquivos não sofram qualquer dano, por sua capacidade de não para de funcionar por um tempo determinado e necessário para poder salvar seus arquivos. Porém, tudo isso depende da capacidade da bateria que está sendo utilizado por ele. Normalmente sua durabilidade é de vinte minutos, tempo suficiente para salvar os arquivos utilizados e desligar o computador com segurança.
  • supressor de surtos: sua função é reduzir os abalos elétricos que foram ocasionados por uma descarga elétrica. Ele protege principalmente o hardware.

Mesmo havendo estes aparelhos distintos para cada ameaça gerada, existe no mercado aparelhos com estes três tipos de ‘proteção’, sendo o mais completo e tranqüilizador contra qualquer risco.


Para evitar aborrecimentos com a internet quando ela não tem um desempenho satisfatório o melhor a fazer é atualizar e ajustar algumas configurações do seu PC.
Muitas vezes os problemas estão relacionados com o que o usuário está realizando no momento, como cópia de arquivos para outros sistemas, por exemplo.

A seguir segue algumas dicas para otimizar a velocidade da rede:

  • Atualizar drivers e firmwares: A primeira dica é instalar a última versão do Windows que seu PC, e após isso atualizar os drivers da placa de rede instalada. Verifique junto ao site do fabricante do roteador se existe um firmware também atualizado para o modelo em uso, se existir, instale-o seguindo rigorosamente os passos que o fabricante orienta;
  • Ajustar a configuração da placa de rede: após realizar o ‘primeiro passo’, verifique se é possível ajustar as configurações da placa de rede. Que deve ser feito da seguinte forma: entrando no Painel de Controle, selecione Central de Compartilhamento e Rede; clique em Modificar Configurações da Placa, e logo após, com o botão direito do mouse em sua Área de Conexão Local e selecione Propriedades. irá aparecer uma tela, clique então no botão Configurar, selecione a aba Avançado, e
    ajuste a opção ‘Link Speed & Duplex’ para o nível mais alto, como 100 Mbps ou 1000 Mbps.
  • Configurar o Windows: para configurá-lo, primeiramente, faça um backup de segurança do registro do sistema ou crie um ponto de restauração e faça backup dos seus dados. Para evitar possíveis danos e perdas de suas informações. com isto realizado, entre no menu Iniciar, selecione Executar, digite regedit e e tecle Enter. No Editor do Registro, navegue até encontrar a chave: HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\WindowsNT\CurrentVersion\Multimedia\SystemProfile, e aumente a casa decimal para um número maior, como 100, por exemplo.
  • Configurar o roteador: para gerenciar a grande quantidade de informações que o roteador recebe, é possível utilizar a ferramenta de Redirecionamento de Portas, acessando a configuração do mesmo. Feito isso, digite o endereço do seu IP, e selecione a porta desejada encontrada na tela de configuração do aplicativo. Selecione os protocolos UCP e TCP,  e salve as configurações modificadas.

Após realizado todos estes passos, acesse o site www.canyouseeme.org e digite o número de sua porta e clique no botão Check, se obtiver uma resposta positiva significa que sua velocidade foi aumentada, e que está tudo ok.


As principais maneiras de melhorar o desempenho do PC com qualquer tipo de Windows é eliminar ferramentas/processos desnecessários e os vestígios de qualquer programa já desinstalado.

Ou seja, elimine tudo o que não proporcionar utilidade e somente ocupa espaço no hardware. Observe se os aplicativos mais utilizados estão consumindo muitos recursos para seu funcionamento, isto também deixa o PC muito lento. E isto vai além, existem alguns aplicativos que mesmo não estando sendo utilizados, continuam ocupando espaço na memória como se estivessem sendo executados.

Por isso, desabilite estas opções e sempre ‘limpe’ a pasta de arquivos temporários, que normalmente se encontra no diretório C:\Windows.

Com estes simples cuidados, o Windows certamente ficará com a qualidade que sempre se espera: rápido e prático.


Se você só usa o seu pendrive para trasportar arquivos de um lado para o outro, saiba que ele pode Server para muito mais do que isso.

Por exemplo, com o pendrive é possível aumentar a segurança de seu computador ou notebook transformando-o em uma chave digital, e ainda iniciar a máquina através do pendrive, criptografar arquivos confidenciais entre outros.

Para mais informações leia as dicas do UOL Tecnologia http://tecnologia.uol.com.br/dicas/hardware-gadgets/2009/11/25/ult6035u41.jhtm

Por Levi Rocha





CONTINUE NAVEGANDO: