Saiba aqui como realizar a manutenção e os principais cuidados que você deve ter com as Lentes de Contato.

Os olhos são a parte exposta mais frágil do corpo humano. Muitas pessoas usam lentes de contato, seja por necessidade, seja por questões estéticas. Existem muitos mitos relacionados ao uso delas. Mas uma coisa é real: o cuidado com o uso das lentes de contato deve ser grande. Pela fragilidade dos olhos, o mal uso das lentes pode causar infecções e, até mesmo, doenças e parasitas. Confira abaixo alguns dos cuidados que precisam ser tomados no uso das lentes de contato.

RESPEITE A VALIDADE DAS LENTES DE CONTATO

As lentes de contato são como qualquer outro produto: elas têm data de validade. A partir do momento que a lente entra em contato com o olho, ela começa a se desintegrar. Portanto, fique de olho na validade da sua lente. Algumas têm data de validade de apenas um dia, outras de 15 dias, outras de um mês e etc. A lente que é usada por mais tempo que o indicado começa a acumular resíduos que impedem a passagem do oxigênio para o olho, o que pode causar um edema córneo, infecção ou, atém mesmo, uma úlcera na córnea.

USE SEMPRE O PRODUTO ADEQUADO PARA GUARDAR SUAS LENTES

Muitas pessoas costumam guardar suas lentes de contato na água. Isso é altamente perigoso. De acordo com oftalmologistas, a água pode conter amebas ou protozoários, que causa infecções muito sérias ao olho humano. O ideal é usar aquelas soluções próprias para o armazenamento da lente. Em casos de emergência, oftalmologistas recomendam que, na ausência da solução, se use soro fisiológico. O mais indicado para isso é o soro fisiológico vendido em ampolas, pois ele contém conservantes que evitam contaminação da lente, diferente do soro fisiológico vendido em garrafas de litro.

MANTENHA SEMPRE UMA BOA HIGIENE DAS LENTES

Antes de mais nada, aquele velho conselho de pai e mãe sempre é válido: lavar as mãos. Para manusear as lentes de contato, é fundamental que suas mãos estejam bastante limpas, a fim de evitar contaminações à lente. Outro cuidado fundamental com a higiene das lentes é trocar regularmente o estojo de armazenamento. O recomendado é que se faça a troca dos estojos de três em três meses.

NÃO PASSAR MAQUIAGEM NA PARTE INTERNA DOS OLHOS

Muitas pessoas costumam passar lápis, delineador e outros produtos de maquiagem na parte interna das pálpebras. Isso pode acabar obstruindo as glândulas lacrimais, fundamentais para a lubrificação dos olhos. A obstrução das glândulas pode causar inchaço e inflamação do local.

LENTES DE CONTATO SÃO INDIVIDUAIS

Muitas pessoas têm o costume de compartilhar lentes de contato coloridas. Mas você não compartilha suas escovas de dente com ninguém, não é? Pois também não deve compartilhar lentes de contato também. O compartilhamento pode propiciar a transmissão de bactérias, que podem causar infecções e alergias.

TENHA SEMPRE O ACOMPANHAMENTO DE UM OFTAMOLOGISTA

Seu oftalmologista conhece bem seu olho. Ele sabe qual tipo de lente de contato é o mais indicado para você. Ele vai te ajudar a fazer a transição do uso da lente de contato. Também é importante fazer consultas periódicas ao oftalmologista, pois ele pode detectar problemas que nem você mesmo sente.

Apesar de parecer complicado, o uso de lentes de contato é muito simples. Em muitos casos, o uso da lente é até mais aconselhável que o de óculos, já elas não correm o risco de cair, quebrar e ainda abrangem todo o seu campo de visão. E lembre-se sempre: higiene em primeiro lugar. E depois, o conforto. As lentes não devem causar nenhum tipo de desconforto. Caso você sinta algo estranho com seu olho, procure seu oftamologista.

Renato Senna Maia


O pelo encravado, que é uma foliculite, deixa a pele feia, com bolinhas vermelhas e, às vezes, com uma pontinha branca, de pus. Ele afeta tanto homens quanto mulheres, e geralmente aparece nos lugares em que há mais pelos. Portanto, nos homens, o local mais propício é na barba, enquanto nas mulheres, é na virilha.

A foliculite acontece quando o pelo tenta sair para a superfície da pele e não consegue, ou quando ele sai, entra novamente. Se bactérias entrarem no local em que o pelo está nascendo, ele inflama e causa as feridas.

Para não sofrer desse mal, atente-se às dicas:

  • Lave a região a ser depilada com água morna usando sabonete antiséptico e a massageie em movimentos circulares;
  • Tente usar lâmina de depilação ou de barbear apenas uma vez. Se não for possível, lave-a bem após o uso;
  • Após o barbear, aplique compressas frescas no rosto e utilize produtos feitos de ácido glicólico;
  • Se mesmo após esses cuidados seu pelo encravou, suspenda a depilação na primeira semana, lave a região, massageando-a com uma escova de dentes ou uma toalha macia até que o pelo saia. No entanto, se a infecção continuar, procure um dermatologista. 

Por Flávia Yoshitani


O salto alto é sinônimo de feminilidade, e não há o que represente melhor a mulher que um belo par de sapatos de bico fino com salto agulha, ainda mais se forem vermelhos! Porém, é necessário tomar alguns cuidados ao usá-los, pois eles podem trazer certos problemas à saúde.

Com o salto alto, todo o peso do corpo vai para as pontas dos pés, causando grande pressão nos dedos. Então, os nervos das plantas dos pés podem inflamar, o que é chamado de neuroma de Morton.

Quando o sapato é de bico fino, as reações pioram: com os dedos comprimidos, o desvio angular do dedão causa a joanete. Por outro lado, os calcanhares se encurtam, causando a tendinite. Podem aparecer também problemas nos joelhos e na coluna. Por isso, o seu uso não pode ser constante e prefira os saltos mais grossos e os bicos mais quadrados. A saúde é mais importante que a vaidade! 

Por Flávia Yoshitani


Unha encravada é um problema que costuma afetar muita gente. Quem é que nunca teve dores nos dedos dos pés ou dificuldades para caminhar quando colocou um sapato novo?

As unhas encravadas surgem com frequência nos dedões dos pés e podem causar muitos problemas se não forem tratadas. Elas surgem quase sempre devido ao uso de calçados apertados ou traumatismos na região. Elas podem ser muito dolorosas se estiverem infeccionadas, e podem incomodar quando a pessoa fizer uso de sapatos fechados.

Para cuidar do problema, procure um dermatologista que irá orientar sobre a melhor forma de cortar os cantos das unhas e lixá-las. Isso fará com que elas parem de encravar. E também indicará medicamentos caso as unhas estejam infeccionadas.

Por Selma Isis

Fonte: Fabio Ravaglia- médico cirurgião ortopédico


Estamos em pleno verão e você pretende estrear aquela sandália nova em uma ocasião especial. Mas, ao calçá-las, percebe que uma das unhas de seu pé está preta. E agora ?

A unha preta ocorre devido a uma bolha de sangue que ficou embaixo da unha. Esse sangue acumulado provoca a descoloração da unha, além de ficar dolorida quando pressionada. Geralmente a unha preta acaba caindo. Esse problema é comum em esportistas que têm o segundo dedo dos pés maior do que o dedão. Ao correr ou caminhar, esses dedos ficam mais sensíveis aos impactos.

Para evitar o problema, não exagere nos treinos e use um tênis de corrida que calce seu pé de maneira adequada. Também pode fazer uso de meias especiais, que evitam a fricção dos pés. Se mesmo assim a unha preta aparecer, é preciso tratá-la, drenando o sangue para retirar a pressão sobre a unha. Mas não faça isso sozinho: procure ajuda de um profissional.

Por Selma Isis

Fonte: Fabio Ravaglia- médico cirurgião ortopédico


Estamos no verão, uma estação marcada pelas altas temperaturas, e costuma ser a época do ano em que os pés ficam mais à mostra, em sandálias e chinelos. No entanto, existem alguns cuidados importantes que você deve ter com seus pés para não fazer feio na praia ou piscina:

  • Após o banho, lave e seque muito bem os pés, todos os dias;
  • Antes de dormir, passe um creme hidratante à base de uréia ou ácido salicílico para que os pés fiquem macios. Isso também diminui as áreas de pele grossa, chamadas de hiperqueratose;
  • Para prevenir cãibras e dores musculares, faça uma massagem nos pés no fim do dia. Ela ajuda a melhorar a circulação e a reduzir dores. Depois da massagem, deixe as pernas para cima durante alguns minutos para relaxar;
  • Os pés podem ser esfoliados com lixa fina ou sabonetes esfoliantes, uma vez por semana;
  • Procure manter os pés sempre secos durante o calor, para evitar o desenvolvimento de micoses comuns no calor.

Por Selma Isis

Fonte: Fabio Ravaglia- médico cirurgião ortopédico


É cada vez mais comum a presença de escadas rolantes em diversos locais com intensa movimentação e concentração de pessoas, como em terminais rodoviários e estações de trem ou metrô.

Na pressa de chegar logo ao seu destino, muitas pessoas se esquecem dos cuidados fundamentais para evitar acidentes nas escadas rolantes.

Confira algumas dicas para andar na escada rolante com segurança:

  • Sempre segure no corrimão da escada rolante, pois, se sofrer um esbarrão de outra pessoa, terá um apoio para não se desequilibrar e cair;
  • Nunca passe a mão nem os pés pela lateral da escada rolante, pois podem se enganchar e provocar acidentes;
  • Cuidados com sapatos de borracha, sapatos de salto alto, sandálias rasteiras e vestidos longos para que não se enrosquem ou se prendam nos degraus;
  • Nunca leve o carrinho do bebê nem malas de viagem na escada rolante, use o elevador.

Por Selma Isis


Começa o ano e os pais com filhos em idade escolar costumam receber aquela “listinha” com intermináveis itens de material escolar. E, para levar toda essa quantidade de livros e cadernos, nada melhor do que uma grande mochila, certo? Errado! Os pais devem ter muito cuidado na hora de escolher uma mochila para seu filho, pois o criança não deve carregar mais do que 5% de seu peso nas costas, pois corre o risco de ter problemas na coluna.

Além do peso relacionado acima, as alças da mochila precisam estar distribuídas por igual, ou seja, nada de levá-la somente em um dos lados do corpo, porque o peso precisa ser distribuído por igual. Sempre fique atento à postura de seu filho.

Se for mesmo necessário levar muito material para a escola, existe a possibilidade de comprar uma mochila com rodinhas, atualmente existem diversos modelos práticos, bonitos e modernos. A coluna de seu filho agradece!

Por Selma Isis

Fonte: Felipe Nicodemos Semman- Fisioterapeuta, da American Spinal Care. 





CONTINUE NAVEGANDO: