Dicas para montar um Curriculum Vitae



  

Para montar um bom Currículo é preciso seguir algumas valiosas dicas.

O objetivo do presente texto é analisar e traçar formas, normas e padrões para montar um curriculum vitae. Devido ao grande número de trabalhadores no mercado e o desejo pela efetivação em posto laboral, deve-se dar muita importância na elaboração deste tipo de documento, pois é o primeiro contato em que o recrutador tem com o candidato, e se este documento estiver em desacordo com determinados padrões, será muito improvável uma possível contratação.

1. Informações Essenciais

Primeiramente, o curriculum deve fornecer os dados pessoais do candidato, dados como idade, telefone, endereço, estado civil e o endereço eletrônico (e-mail).

Depois o currículo deverá fornecer o objetivo do candidato, isto é, o nome do cargo pretendido e posteriormente informar o nível de escolaridade do candidato juntamente com o nome da instituição da última formação escolar. Exemplo: se o candidato tem o nível médio completo deverá fornecer o nome da instituição escolar de formação e o mesmo vale para os demais níveis escolares.

Posteriormente, o curriculum deverá informar as experiências profissionais realizadas pelo candidato, juntamente com as instituições onde foram realizas e o período (data de início e desligamento) de realização das mesmas.

Por fim, deverão ser informados dados referentes a cursos e atividades complementares realizadas pelo candidato, como cursos de idiomas, informática, atividades extracurriculares, serviços voluntários, intercâmbios e informações adicionais relevantes.

2. Forma do Texto do Curriculum Vitae

O curriculum vitae não tem um padrão de formatação regulamentado pela. Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). Mas existem certos padrões que podem ser utilizados para uma melhor apresentação.

Espera-se que sejam utilizadas fontes como a Arial ou Times New Roman, por exemplo, e no tamanho 12, que o texto esteja justificado nas margens direita e esquerda, que o espaçamento do parágrafo esteja em 1,5.





Também se espera que os títulos estejam no mesmo tamanho do texto e destacados em negrito e que palavras estrangeiras estejam destacadas em itálico.

Por fim também é desejável que o arquivo do documento esteja no formato Word ou PDF, devido à facilidade e praticidade destes formatos de arquivo, que são amplamente utilizados nas instituições.

3. Número de Páginas do Documento

Assim como não existe um padrão para a forma do texto em um curriculum vitae, também não existe um padrão pré-estabelecido para o número de páginas de tal documento. Mas não é recomendado arquivos superiores a duas páginas, pois espera-se um resumo das informações pessoais e profissionais do candidato e não uma ficha com excesso de informações.

O recomendado é um curriculum bem explicativo, claro, coeso, objetivo, bem formatado e apenas com informações necessárias, ou seja, não se deve omitir informações, mas também não se deve informar o desnecessário.

4. Erros que Devem ser Evitados

Recomenda-se que não sejam cometidos erros da norma culta da Língua Portuguesa, tanto erros gramaticais, semânticos e sintáticos. Recomenda-se também impessoalidade, coesão, objetividade e clareza.

Também deve-se evitar informalidade, problemas de formatação no texto, fotos em situações fora do padrão profissional, elevado número de páginas no documento, informações desnecessárias e documentos com dados desatualizados.

Por Jaqueline Wanessa Freitas Melo

Curriculum



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *